AMIGDALITES – O QUE EU TENHO QUE SABER?

Back to Blog
Tratamento de amigdalites em Curitiba | Médico otorrino Dr Lucas Zambon

AMIGDALITES – O QUE EU TENHO QUE SABER?

Tratamento de amigdalites em Curitiba | Médico otorrino Dr Lucas ZambonO QUE AS DORES DE GARGANTA PODEM ESCONDER? SERÁ UMA AMIGDALITE? 

A amigdalite é uma doença que pode ser inflamatória e/ou infecciosa das amigdalas (tonsilas palatinas), que pode ser causada por vírus e por bactérias. Cerca de 75% dos casos são de origem viral e os causadores mais comuns são: rinovírus, coronavirus, adenovirus, herpes simples, influenza, parainfluenza entre outros. As amigdalites bacterianas, menos frequentes, são causadas principalmente pelostreptococcus pyogenes.

 

EXISTE ALGUMA CLASSIFICAÇÃO DAS AMIGDALITES?

Sim, a classificação segundo o livro Head and Neck Surgery-Otolaryngology”, de Byron J. Bailey:

  • Amigdalite aguda
  • Amigdalite aguda recorrente
  • Amigdalite crônica
  • Hiperplasia amigdaliana

 

QUAIS OS SINTOMAS DA AMIGDALITE?

Muitos pacientes com amigdalite viral aguda apresentam sintomas de leve intensidade. Os principais são:

  • dor de garganta 
  • dificuldade de se alimentar.
  • Dores no corpo e febre baixa, associadas a
  • obstrução nasal,
  • coriza hialina e espirros, 

Amigdalite bacteriana aguda pode causar:

  • dor intensa de garganta,
  • febre alta,
  • dores de ouvido,
  • queda do estado geral,
  • náuseas e
  • vômitos.

 

A amigdalite crônica pode causar:

  • dor de garganta crônica,
  • mau hálito,
  • cálculos amigdalianos excessivos,
  • inchaço das amigdalas.

 

A AMIGDALITE PODE COMPLICAR?

A amigdalite pode complicar com as seguintes doenças:

 

Doenças não supurativas:

  • Escarlatina
  • Febre reumática
  • Glomerulonefrite
  • Síndrome do choque tóxico

 

Doenças supurativas:

  • Abscesso periamigdaliano
  • Abscesso parafaríngeo
  • Abscesso retrofaríngeo

 

O QUE FAZER EM CASO DE SINTOMAS DE AMIGDALITE?

É recomendável consulta com médico especialista para avaliar a necessidade de terapêutica individualizada do caso (analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, drenagens etc) e realizar o seguimento do caso, para evitar uma possível complicação. Cuide-se!

Já passou por isso?

📲 Compartilhe 📢

♻️Recicle♻️

💡Inove💡

@ Mencione @

                                                                                                           

Um grande abraço❗️❗️❗️

 

Dr. Lucas Zambon

Médico otorrinolaringologista Curitiba

⚕️CRM-PR 31209 | RQE 16825

Review Overview
Conteúdo
SUMMARY
5.0

Compartilhar

Back to Blog